Fenasoja

PORTAL OFICIAL DA IMPRENSA

Exporural
02 de Maio de 2018

Dia de Campo na área da Exporural apresenta orientações e tecnologias para agricultura familiar

Informações de manejo e tecnologias para propriedades da agricultura familiar foram apresentadas no dia de campo promovido pela Emater/RS-Ascar, nesta quarta-feira (02/05), na Feira Nacional da Soja (Fenasoja 2018), em Santa Rosa. Participaram do evento, na área da Exporural, mais de 400 pessoas vindas de Alecrim, Boa Vista do Buricá, Campina das Missões, Porto Mauá, Porto Vera Cruz, Santo Ângelo, São Luiz Gonzaga, São Paulo das Missões e Ubiretama. As excursões contaram com o transporte oferecido pela empresa Ouro e Prata.


A diversidade de informações apresentadas nas estações chamou atenção do público. Foram abordadas gestão na atividade leiteira, importância e tecnologias para produção de autoconsumo em hortas e pomares, energias renováveis, manejo integrado de pragas e doenças (MIP/MID) em grãos e controle biológico na cultura da soja  e do milho.


As ferramentas de MIP/MID foram abordadas pelos engenheiros agrônomos da Emater/RS-Ascar, Débora Schallemberger de Souza e Fábio Karlec. "Se conseguirmos diminuir o número de aplicações de inseticidas, a partir do monitoramento com critério, mantendo a produção, já vale a pena adotar este tipo de manejo, pois se reduz o custo e se agride menos o meio ambiente e a própria saúde", destacou Débora. O conhecimento da praga e da doença, o monitoramento periódico da lavoura, os níveis de controle, inimigos naturais e condições ambientais e a escolha do produto também foram abordados no contexto do manejo integrado de pragas e doenças.


Na estação sobre produção de autoconsumo, conduzida pela engenheira agrônoma Ancila Altmann e pela assistente técnica regional, na área social, Lisete Primaz, recebeu destaque a segurança e a soberania alimentar, assim como a importância do bem-estar da família. Também foram apresentadas propostas de produção de alimentos em pomares e hortas, como sistemas hidropônico e semi-hidropônico, cultivo protegido com sombrite e plasticultura.


Energias renováveis formaram o tema de outra estação. O engenheiro agrônomo Neimar Freddi apresentou um sistema autônomo de energia solar que aciona uma bomba de irrigação e um sistema com placas fotovoltaicas com armazenamento da energia gerada pelo sol em baterias. Também foram apresentadas propostas caseiras de aquecimento solar de água com garrafas pet, biodigestor para produção de gás de cozinha e carneiro hidráulico.


Na estação sobre gestão na atividade leiteira, o médico veterinário Guilherme Dahmer explanou sobre cinco índices que devem ser medidos: produção de leite vaca/dia; intervalo entre partos; escore de condição corporal; custo da alimentação e produção de leite por hectare. Na sequência, o assistente técnico regional, na área de Manejo de Recursos Naturais, Fernando Dornelles Fagundes, abordou o uso, manejo e conservação de solos em áreas de pastagens permanentes, anuais e campo nativo.


Resultados práticos no controle biológico nas culturas do milho e da soja foram apresentados na estação conduzida pela Arede e Central de Cooperativas Unicooper.  


Outros dois dias de campo serão realizados com a mesma temática nestas quinta e sexta-feira (03 e 04/05), na área da Exporural, a partir das 9h. No total, em torno de 1.400 produtores são esperados nas excursões organizadas pela Emater/RS-Ascar, com apoio da Fenasoja 2018 e da Ouro e Prata.

Fique informado de tudo!

Todas as novidades no seu e-mail.